top of page
  • Foto do escritorCecília Lume

5 dicas para tornar mais saudável o seu relacionamento com o chocolate

Atualizado: 1 de jul. de 2021

1.Você vê o doce como um alimento proibido? Se sim, será que você sempre está pensando de forma restritiva sobre a sua alimentação? A privação ou restrição de alimentos rotineiramente pode desencadear episódios de exageros - se deixamos algum alimento no campo da proibição, ao comer você pode sentir vontade de comer muita quantidade de uma vez só.


Reflita sobre: o que te faz querer comer todo esse chocolate de uma vez só? Será que você se permite quando tem vontade outras vezes? Será que consegue ter atenção com suas vontades e com o momento que está comendo?


Obs: recomendo ajuda profissional para conversar sobre comportamentos desse tipo!



2. Você não precisa comer todo o chocolate de uma vez só como forma de "acabar logo com isso". Siga sua rotina alimentar, faça suas refeições normalmente e nos próximos dias, quando der vontade, vá comendo seu chocolate aos poucos - nutricionalmente falando é melhor continuar com suas refeições normalmente e dividir a quantidade de chocolate entre os dias do que comer toda a quantidade no final de semana de uma vez só.


3. Se exagerar no chocolate em algum momento do dia faça sua próxima refeição normalmente - evite comportamentos compensatórios como deixar de almoçar ou de jantar porque comeu chocolate. Continuar com a rotina de alimentação após um momento de exagero pode ajudar a diminuir a chance de ter outro episódio de exagero depois!


4. Aproveite o chocolate que você vai comer com atenção. Faça alguns exercícios de conexão com o chocolate que está comendo: pense sobre memórias afetivas que ele traz, sobre como aquele chocolate chegou até você, se existe algum tipo de chocolate que gosta mais que outros, etc. A conexão com a comida nos ajuda a construir uma relação positiva com ela!


5. De forma geral, tente não comer o chocolate de estômago vazio - prefira o consumo após a refeição - principalmente se você precisa tomar cuidado com o impacto glicêmico da sua refeição porque apresenta síndrome dos ovários policísticos, diabetes, ou alguma questão relacionada ao metabolismo da glicose/insulina - para melhores orientações desse tipo busque auxílio profissional para entender melhor o seu caso individualmente.






Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page